Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

Mulher morre após ataque de enxame de abelhas na zona rural de Ladainha

Uma mulher de 28 anos morreu na tarde da uma quarta-feira (20) após ser atacada por abelhas

A polícia militar de ladainha foi acionada para atender uma ocorrência de acidente envolvendo animal abelhas. A guarnição compareceu ao Hospital Municipal Dr Arthur Rausch, onde a vítima deu entrada, uma pessoa do sexo feminino de 28 anos já em estado de óbito. Em contado com funcionários do hospital e familiares da vítima, estes relatarão que a vítima residia no povoado Peixe Cru, que na manhã desta data a vítima havia saído de moto deixa sua filha e o seu marido em casa e foi até uma roça próxima fazer uma colheita de feijão.

O marido à entranha a demora no retorno desta vítima refez o caminho que sua esposa havido feito, encontrando sua moto caída na beira da estrada que a partir deste ponto o mesmo iniciou as buscas na mata e nas proximidades uma hora depois ele encontro o corpo da sua esposa caída mata a dentro estava agonizando com o corpo coberto de abelha inclusive abelhas na fase e na boca, e que utilizou de instrumentos improvisados e conseguiu puxar o corpo da sua esposa que de mediato socorreu e encaminhou a sua esposa para o hospital municipal de Ladainha no entanto infelizmente quando a mesma deu entrada no hospital veio a óbito já.

O médico de planta Dr. Xepeiro constatou que a vítima morrido por choque anafilático, ou seja, provocado pelas picadas das abelhas. Os familiares da vítima supõem que a vítima ao volta da colheita de feijão tenha se deparado com o enxame de abelhas e após ser picada pelas abelhas tenha perdido o controle da moto e caído. Desesperada tentando fugir teria corrido mata adentro a mesmo foi perseguida pelas as abelhas onde levou várias picadas, entrando em estado de choque. A ocorrência foi encerrada no local. Já que as abelhas não eram de propriedade de terceiro, ou seja, não havia apiário naquela região. Os familiares

Deixe seu comentário:

Menu

Curta no social